BLOG DO MARCELO

Uma nova realidade para um mundo bagunçado

RCUI – Retocolite Ulcerativa Inespecífica

Posted by Marcelo em 22/06/2009

gastroO que é?

A Retocolite Ulcerativa faz parte das chamadas Doenças Inflamatórias Intestinais (DII), sendo uma inflamação da mucosa (camada de células que forra a superfície interna do intestino grosso), muitas vezes acompanhadas de úlceras.

Perto da metade dos pacientes tem a doença restrita às porções terminais do intestino, que são o sigmóide e o reto. Em 20% dos casos a RCUI atinge toda a extensão do intestino grosso, enquanto que nos demais há inflamação segmentar no cólon ascendente, transverso ou descendente.

Como se desenvolve?

Não se conhece a causa da Retocolite Ulcerativa Inespecífica. Também é desconhecido o motivo da doença desenvolver-se em determinado momento da vida.

Sabe-se, no entanto, que fatores genéticos e do sistema imune (onde estão os mecanismos de defesa natural) estão envolvidos.

É provável que fatores ambientais ainda não determinados ativem inapropriadamente o sistema imune de pessoas geneticamente suscetíveis, causando dano aos seus próprios intestinos, fenômeno conhecido como de auto-imunidade.

O que se sente?

A principal manifestação é a diarréia com sangue. Conforme a gravidade da doença, o número de evacuações varia de 5 episódios diários até 10 ou 20 e o volume de sangue pode ser variável, causando ou não sintomas pela conseqüente anemia.

A consistência das fezes varia de completamente líquidas até parcialmente formadas.

Pode ocorrer febre, mal-estar geral, franqueza, cólicas e dores abdominais difusas. Junto às fezes pode ser observada a presença de muco – uma espécie de catarro gelatinoso – e pus, caracterizando uma diarréia chamada de disenteria. Necessidade imediata ou urgência de evacuar, perda do controle esfincteriano (incontinência) e dor evacuatória também ocorrem devido à inflamação do reto.

Quando a doença é intensa, podem ocorrer anemia, perda de peso, edema (inchaço) nos pés e pernas, desnutrição e desidratação.

A Retocolite Ulcerativa Inespecífica (RCUI) é acompanhada, em um quarto dos casos, por manifestações extra-intestinais, numa repercussão de mecanismo também desconhecido.

Podem ocorrer dor e inflamação nas juntas (artrites), alterações da pele (Eritema Nodoso, Pioderma Gangrenoso), inflamações oculares, inflamação e endurecimento dos canais biliares (Colangite Esclerosante), tromboses e embolias (obstruções) dos vasos sangüíneos.

Como o médico faz o diagnóstico?

As referências do paciente com Retocolite Ulcerativa Inespecífica são, por si só, bastante sugestivas de uma inflamação do intestino grosso, incluindo o reto.

Porém, os sintomas não permitem a diferenciação entre as diversas causas de colite, o que pode ser feito através dos exames de fezes, que detectam agentes infecciosos, e das endoscopias que permitem observar lesões e secreções indicadoras de inflamação intestinal. Além disso, através da endoscopia é possível obter fragmentos da mucosa intestinal (biópsias) para análise laboratorial e microscópia.  Esse exame é realizado em momento oportuno e, muitas vezes, sob uma leve sedação para evitar dor ou desconforto.

Usualmente são realizados exames gerais de sangue, urina e fezes para avaliar o possível envolvimento dos demais órgãos pela doença intestinal, incluindo anemia e desnutrição. Um Raio-X simples de abdômen é realizado para identificação de possível dilatação exagerada do intestino, complicação que merece especial atenção.

Não há exames que confirmem ou afastem totalmente a Retocolite Ulcerativa Inespecífica como diagnóstico. Recentemente, estão ao nosso alcance o “p-ANCA” e o “ASCA”, no sangue, que auxiliam também na diferenciação entre RCUI e Doença de Crohn (outra Doença Inflamatória Intestinal). Portanto, havendo dados da história compatíveis e exames bastante sugestivos para tal, excluídas outras causas de colite, adota-se o diagnóstico de Retocolite Ulcerativa Inespecífica.

Como se trata?

Os sintomas agudos da doença com localização predominante no reto – puxos ou tenesmo, acompanhando a diarréia – são controláveis com medicamentos por via retal.

Aparentemente mais desconfortável, na impressão de alguns pacientes, essa via tem a grande vantagem de agir diretamente no local mais doente, evitando os efeitos colaterais das drogas quando usadas por via oral, como os corticóides e a mesalamina. Pacientes com doença que se estende pelos cólons ascendente, transverso e descendente necessitam de tratamento ministrado por via oral ou parenteral.

São considerados mais graves e com necessidade de hospitalização os doentes que, além das evidências básicas, mostram anemia acentuada, os desidratados, aqueles cujos níveis da pressão arterial ficaram muito baixos e os com acentuada distensão abdominal.

O uso de antidiarréicos em certas situações pode precipitar um agravamento do quadro clínico geral, motivo pelo qual requer criteriosa e individualizada prescrição e controle do médico assistente.

Um quadro agudo chega a ter um risco de recidiva, em um ano, de 75%; por isso, é indicado o uso prolongado de medicação por via retal ou oral para diminuir essa chance.

A cirurgia que retira todo o intestino grosso (colectomia) é uma opção de tratamento para os casos sem controle clínico satisfatório, para os que evoluem com dilatação extrema ou perfuração intestinal e para aqueles com associação de câncer.

Na Doença de Crohn a cirurgia não evita o surgimento da enfermidade noutro segmento intestinal; entretanto, na Retocolite Ulcerativa Inespecífica a colectomia é curativa.

A cirurgia apresenta riscos e desvantagens, por exemplo, a ileostomia temporária ou definitiva, com adaptação de uma bolsa coletora de fezes sobre a pele da superfície da parede abdominal.

Manifestações extra-intestinais associadas à Retocolite Ulcerativa Inespecífica, especialmente a Colangite Esclerosante, podem continuar mesmo tendo sido bem sucedido o tratamento da doença intestinal ou a realização de colectomia.

Pacientes com Retocolite Ulcerativa Inespecífica têm risco aumentado de câncer de cólon, que se torna significativo após 8-10 anos de doença. Por isso, é necessária a realização periódica de colonoscopia para a detecção precoce de lesões malignas ou pré-malignas. Quando detectadas, o tratamento é cirúrgico.

Medicamentos utilizados:

  • Corticóides (prednisona, budesonida) nas crises agudas;
  • Aminossalicilatos (mesalazinas, sulfassalazinas) para manutenção do tratamento;
  • Imunosupressores (azatioprina, 6-mercaptopurina, ciclosporina);
  • Terapia biológica: infliximab.

Tratamento cirúrgico:

  • Ressecção cirúrgica de todo o cólon em casos especiais, quando os medicamentos já não fazem efeito e a doença ocasiona graves complicações ao paciente.

Como se previne?

Não há forma de prevenção da doença.

Pode-se diminuir muito a recorrência de crises com o uso correto das medicações.

Recomenda-se para indivíduos com doença leve, com ou sem uso de medicação, que evitem a ingestão de cafeína e de alguns vegetais produtores de gás.

Qual a causa da Doença Inflamatória Intestinal?

Não existe uma única explicação para o aparecimento. Existem várias teorias tentando explicar a doença. A mais aceita atualmente é de que um provável processo viral, bacteriano ou alérgico, inicialmente acomete o intestino levando a um processo inflamatório. Este processo em combinação com uma predisposição genética levaria ao desenvolvimento de anticorpos que iriam contra o próprio intestino, cronicamente tentando destruí-lo. Aproximadamente 10% das pessoas com doença inflamatória intestinal têm parentes próximos com a mesma doença.

O estresse tem alguma implicação com a Doença Inflamatória Intestinal?

Estresse emocional devido a problemas familiares, no trabalho ou sociais, pode ter como resultante uma piora do quadro da síndrome do cólon irritável, porém há poucas evidências de que o estresse é uma causa imperativa na doença inflamatória inespecífica do intestino.

É importante a dieta em pacientes com Doença Inflamatória Intestinal?

Basicamente os pacientes devem se manter bem nutridos. Se você está respondendo bem as medicações, pode se alimentar normalmente sem restrições. Aos pacientes que tem diarréia após as refeições, recomenda-se diminuir a quantidade de fibras. Se você é sensível ao leite (intolerância a lactose), recomenda-se evitar o leite e seus derivados.

45 Respostas to “RCUI – Retocolite Ulcerativa Inespecífica”

  1. Sidney Celestino Sereno said

    Olá, meu é Sidney tenho 31 anos e desde dos 26 descobri que tenho RCUI. Desde de 2007 venho fazendo tratamento mais pesado para o problema como merticorten 30 mg 1 comp. mesacol de 800mg 4x dia e um comprimido de pantoprazol de 20mg mas as crises estão intensas. Gostaria de saber de há lgum medico especialista no meu caso aqui na minha cidade (Marília-SP) ou em algumas cidaades da região (Bauru-Sp, Assis-SP), e se existe algum site que possa me dar essa informação. Muito obrigado desde já.

    • vania said

      o segredo é fazer yoga!
      Não comer carne e nem cafeína.
      Tive uma crise e fui descobrindo que tirando esses alimentos nunca mais sangrei.
      Explicação;
      o intestino não consegue digerir carne pois etá doente
      a cafeína agita o sistema nervoso central
      vania

      • Renato said

        Olá Vania,
        Tem algum outro alimento que pode dar efeito insatisfatorio?
        Carne, você diz só carne vermelha?
        Pode adicionar meu e-mail pra trocar informações sobre, estou muito preocupado com a doença!
        renatoleno@gmail.com

        Ficarei muito grato se puder me tirar essas duvidas.

        Melhoras pra todos.

        Renato

  2. lucimara cristina florencio said

    Dr a filha da minha patroa tem 14 anos e foi diagnosticada com a doença de Rcui,esta semana,existem casos dessa doença em crianças e adolescente?estamos sem informaçao nos ajude.

    • KELLY LUZ said

      Lucimara,eu também tenho uma filha de apenas 6 anos que tem rcui,eu moro no Ceará,ela está fazendo tratamento com um dos melhores médicos do Brasil(Dr Flávio Steiwrtz)em SÃO PAULO,e outro em Fortaleza.Qualquer dúvida me envia email:kellyluz5@hotmail.com

  3. aressa said

    Olá,
    Ha alguns meses atras sofri bastante com a RCUI e com a mesalazina, Benefiber (pó), muito Yakult e a ajuda de Cristo, hoje estou praticamente sarada!
    Tomei o Yakult 40 várias vezes por dia e isso me ajudou muito e minhas forças foram renovadas em Jesus, glória a Deus.
    Só quem já passou sabe o que estou falando, mas continuem no tratamento… o organismo vai reagir, em nome de Jesus.

    bjo a todos

  4. lúcia konig said

    dr, estou com colite inespecífica, o meu médico me deu pouca ou melhor nem uma explicaçao, o que sei sobre colite oi atraves da internet e nutricionista, eu gostaria de saber a colite inespecífica cronica é a mesma da ulcerativa?? qual a diferença entre as dias ou nao há diferença. estou ja ha um asemana cm crise terrivel, muita diarreia, e muita dor nas juntas., que tipos de alimentos devo comer, eu bato maça no liquidificador e tomo em jejum.. me falaram que é bom,e aveia eu posso consumir ou não?? me ajudem estou completamente perdida

  5. Bruno said

    fui diagnosticado com RCUI a pouco tempo atras sofri mto com dores alem do desconforto e com as outras doenças de pele e nas juntas e ate fiquei anemico…
    a uma semana fui ao medico e ele receitou sulfalazina 800mg 2x ao dia e
    praticamente sinto q estou curado mas tenho medo e receio de que ela possa voltar como estava antes. será que agora que estou amparado por medico e medicação passo a não sofrer igual sofri antes???

  6. jo said

    fui diagnosticada com a rcui em junho ,graças a deus é leve mas o medico receitou mesalazina por seis meses eu to tomando ,mas as dores intestinais nao melhoraram muito sera que é por causa da alimentaçao?sera que tenho q parar de tomar café,leite e derivados,tenho medo minha familia teve muito historico de cancer inclusive minha maezinha!entao isso tira meu sossego,toda vez que sinto dor me bate um desanimo grande!alguem ai pode me responder!obrigado!

    • RO said

      boa tarde, tira leite e derivados da sua alimentacao, pelo menos no periodo de crise, algumas pessoas tem intolerancia a lactose e isso ajuda a dar diarreia..cafe tbem nao é bom opte por chas de camomila, erva cidreira sao mais naturais..tbem tenho RU

  7. Gostaria de contatar com quem tem RCU ou Doença de Kron. Sou portador de uma destas doenças.
    Sou de Curitiba, PR.
    balestraricardo@yahoo.com.br

  8. luna said

    oi gente, eu descobri a pouco tempo que tenho a rcu, e fiz um blog p ajudar a todos que tem…
    o blog eh novinho e eu estou a procura de pessoas que tbm tenam a doença para contar experiencias e ajudar outros..
    se alguem tiver interesse em ajudar e ser ajudado atravez de experiencias..
    entre no site: http://www.eutenhorcu.blogspot.com
    e envie um emai para eutenhorcu@gmail.com que u posto as experiencias de vcs.
    me ajudem a fazer esse blog crescer que assim estareos juntos ajudando quem as pessoas que sofrem…
    bjao.
    Luna.

  9. Izida Rocha said

    Oi
    Meu nome é Izilda.
    Descobri a doença em 2009.
    Tive crises fortes, fiquei internada, tomei sangue, corticóides…………….
    Tomo Azatioprina e uso mesacol sup/
    Em janeiro fiz outra Colo e a doença está na mesma (grave).
    Tá dificil viu! Tenho medo do cancer…já que na pemanencia da doença corro o risco….
    Muito chato
    Zi

    • Amiga:
      Estou fazendo o tratamento aqui em Curitiba (Dra. Eloá), com Pentasa (4g/dia), mais Predinisona (20mg/dia), e estou bem melhor. Até dezembro/11 estava perdendo muito sangue e me debilitando bastante.

      • Adriano Nunes Rezende said

        olá Ricardo ,, sou Adriano de Cascavel ,,, eu não tenho Retrocolite Uclerativa,, mais a minha cunhada tem ela esta tomando mesacol de 800 mg e azatioprina ,, mais ela está perdendo muito pesso ,,, está aparecendo todos os ossos,,, está complicado,,, vc pode me ajudar sobre está m´dica de Curitiba a Dr. Eloá,, ela é especialista nesta área,,,me ajude fazendo um favor

      • Ricardo Antonio Balestra said

        Adriano: meu estado, até meados de fevereiro último (por quase 2 anos) era exatamente o da sua cunhada. Havia perdido 15 kg, a mobilidade das pernas e a tranquilidade para ficar em qualquer lugar que fosse, por mais de 1 hora; tinha que correr sempre ao bwc. Hoje estou comendo de tudo, voltei ao meu peso normal e só não consegui ainda foi eliminar as dores nas articulações (especialmente na perna esquerda).
        Por outro lado, minha visão diminuiu muito, provavelmente pela cortizona usada.
        Se quiserem falar comigo, liguem 41 – 9681-6899, Curitiba.
        Abraços.
        Ricardo

    • Marcelo said

      Eu também estava em tratamento com Pentasa, mas entrei em uma crise que fiquei internado e não melhorava, sem resposta com cortizona na veia. A cada dia e exame de sangue minhas taxas pioravam. Solução: FACA! Precisei operar!! Retirei o intestino grosso inteiro (que estava 80% danificado).

  10. giba said

    Carlos

    Tenho uma dica caseira para tratamento da Colite Ulcerativa moderada que está dando certo!?

    Espero com estas informações ajudar a quem busca ter uma qualidade de vida satisfatória. Embora se saiba que a doença não tem cura e o tratamento clínico da retocolite ulcerativa não deva ser descartado, principalmente com corticóides, imunossupressores e antibióticos como a sulfassalazina, mesalazina, etc, descobri uma forma caseira que está dando certo (pelo menos comigo) que sou portador da doeça há 22 anos.Tenho 46 anos e já tive várias recorrências da doença nesse período e sofri muito para chegar ao diagnóstico correto. Respondo bem à sulfassalazina (Azulfin) sem nenhum efeito colateral desconfortável. Acho que além de todas as teorias a respeito da doença terem algum fundamento, também incluo aqui o fator genético, já que minha mãe faleceu de câncer colorretal metastático (ovariano e peritoneal) e teve a doença algumas vezes. Meu pai conta que minha avó (portuguesa) que não conheci também tinha problemas intestinais graves e que na época tomava um medicamento granulado que não soube dizer qual era. Estou tomando há 17 dias um preparado à base de suco de beterraba cozida em panela de ferro com uma mistura de chá de malva. O gosto (e o cheiro) não são nada agradáveis, mas os efeitos já apareceram. A doença surgiu recetemente de forma leve, mas com os mesmo sintomas de sempe: desconforto abdominal, cólicas leves e perda da mucosa intestinal, com leve sangramento. Algumas crises de “corrida” ao banheiro também ocorreram, pois o trato intestinal se desregula totalmente e as evacuações se tornam “sedimentadas” e imediatas. A receita é a seguinte:

    Compre com frequencia bastante beterraba e chá de malva, pois ele deve ser preparado aos poucos para não perder os nutrientes. A quantidade desta receita dá apenas para um dia e após o cozimento, o restante deve ser armasenado em geladeira.

    250 gramas de beterraba picada em cubos e cozida numa panela de ferro com 1 litro de água por 6 minutos contados após a água começar a ferver. Depois adicione meia xícara de chá de malva nessa mesma água e mexa levemente deixando cozer por mais 6 minutos em fogo baixo. Espere amornar e moa no mix, depois coe. Esprema no coador com uma colher até retirar todo o suco e sobrar uma massa. A descarte. Beba (religiosamente) 4 xícaras desse suco (uma a cada 6 horas) durante 30 dias. Estou muito satisfeito com esta dica que obtive na internet, apenas faltou a proporção certa dos ingredientes, o que resolvi fazer dessa forma. Não sei se para casos graves funciona, mas comigo está resolvendo. Espero contribuir, com isto, de alguma forma, para ajudar quem precisa! Boa sorte!

  11. glaudiceia della terra said

    ola preciso de ajuda urgente meu marido esta com rcu ja faz 6 anos ja fez varios tratamnetos co m predinisona . messalazia aziotripina e agora esta com infixiamabe na veia mais nao teve melhoras nenhuma sempre com colicas indo no banheiro umas 15 vzs nao pode comer nada que ja estufa ele agora ele so esta com o medicamento de merticontem esta enorme super inchado tendo que trabalhar mesmo assim ele nao esta suportando mais gostaria de saber se com a cirurgia ele vai sarar me de uma resposta

    • Marcelo said

      Eu estava em tratamento com Pentasa, mas entrei em uma crise que fiquei internado e não melhorava, sem resposta com cortizona na veia. A cada dia e exame de sangue minhas taxas pioravam. Solução: FACA! Precisei operar!! Retirei o intestino grosso inteiro (que estava 80% danificado).
      No caso da RCUI a remoção do intestino grosso sana a doença, agora em doença de crown não! Sem o intestino grosso eu tenho algumas limitaçÕes de comida e hábitos, além de visitar o banheiro muitas e muitas vezes.
      De onde voces sao?

      • glaudiceia della terra said

        nos somos de conchas ele faz tratamento em botucatu na unesp
        vc acha que ele vai demorar para sarar

      • VALDETE said

        oi queria saber o q é RCUI MEU MARODO TEM RETITE COMPATIVEIS COM RCUI!!! ISSO É GRAVE??

    • Alice said

      Renasci depois da cirurgia, depois de 12 anos de muito sofrimento, os remédios já não faziam efeito, fiz a cirurgia em 1992 e me mantenho bem, mas pra manter a incontinência tomo imosec e metamucil.
      Como a inflamação estava bem próxima ao reto tive perda de musculatura, por isso a incontinência…claro que depois da cirurgia muita coisa mudou pra melhor mas incontinência é algo que muitas vzs me deprime pq nem todos os dias apesar de tomar os remedios diariamente meu intestino me faz sentir segura pra sair, não pq tenho a vontade incontrolável de ir ao banheiro mas pq tenho que estar preparada, sempre com absorvente, um tampão de algodão, enfim coisas que possibilitam viver melhor.Se alguém no grupo fez cirurgia e tem alguma dica pra melhorar a questão da incontinência, por favor me diga…obrigada!

  12. glaudiceia della terra said

    gostaria de saber se tem uma dieta especifica para o meu marido

  13. giba said

    Depois de 10 anos sofrendo para caramba, toda sorte de dor e humilhação, estou a 4 meses sem tomar nada, usando a receita abaixo, que não custa nada e ninguem me ouve. Por favor tentem.

    Compre com frequência beterraba e chá de malva, ela deve ser preparada para evitar a perda gradual de nutrientes. O valor da receita prevê apenas um dia e após o cozimento, o resto deve ser armazenado em geladeira.

    250 gramas de beterraba picada em cubos e cozida em uma panela de ferro com 1 litro de água por contado seis minutos depois que a água começa a ferver. Em seguida, adicione meia xícara de malva na mesma água e mexa, deixando cozinhar por 6 minutos em fogo baixo. Espere esfriar e moa na mistura, então a tensão. Aperte o filtro com uma colher para retirar todo o suco de sobra e uma massa., Que deve ser jogado fora .. Beber (religiosamente) 4 copos de suco (uma a cada 6 horas) durante 30 dias. Tive colite por 10 anos e a 4 meses, não tenho sintomas,Boa sorte!

  14. Ricardo Antonio Balestra said

    Gente! Desde fins de 2012, estou fazendo um tratamento à base de Mesacol (1200mg), Imuran (50mg), e Deflasacort (30mg), com ótimos resultados. O único complicador é que tenho também hemorróidas (com sangramento), o que venho combatendo com Daflon (50mg), com sucesso. Minha situação anterior era desesperadora!

  15. Oswaldo Cascetta said

    Bastante esclarecedora a materia sobre a inflamaçáeo do colon intestinal especificamente a retocolite ulcerativa inespecifica da qual estou acometido.
    Seria bastante útil se fosse dado uma orientação de dieta alimentar, principalmente dos alimentos que devem ser evitados. O paciente acometido dessa doença é temeroso. Nao sabe direito o que pode ou não pode comer.

  16. JANIO TAVARES E SOUZA said

    Tenho retocolite, tomo 3 comprimidos no almoço de mesacol 1200 mmx, não sinto nada, a não ser no bolso, pelo alto custo do remedio. Não tenho restrição alimentar, evito bebidas alcoolicas e refrigentes.,

  17. ana maria de souza correa said

    preciso de ajuda quanto aos alimentos
    anamariapolivalente@gmail.com
    tenho reto colite há 27 anos e agora piorei pois as crises não param
    to confusa

  18. Ricardo Antonio Balestra said

    Amigo(a)s: subscrevo integralmente a resposta do Janio Tavares (item 16). Comigo é a mesma coisa: Mesacol MMX 1200, nada de comidas ácidas ou bebidas alcoólicas ou ácidas. E felicidade…

  19. mariacardos 33837050@hotmail .com said

    maria
    meu filho tem 13 anos e tenho rcui ucerativa ele tem crises com muito sangramento ele toma mesacol 400mg 3 vzs ao dia e merticorten 05mg 2 vzs ao dia tambem o fragil 400mg vou tentar dar bastante yacut e tambem vou tentar a receita da giba gente o mais inportante e ter muita fé em Deus pois sim pode curar

  20. Gyselle said

    Olá, estou tomando Azulfin e não estou suportando os efeitos colaterais. Fico realmente sem lugar de tanto coisa ruin q sinto. Estou querendo parar de tomar e chutar o balde. Descobri ha pouco que tenho retocolite num exame de colonoscopia, tenho dor abdominal de vez em quando a noite. Alguem pode me dar um conselho?

    • Ricardo Antonio Balestra said

      Gyselle: Sofri muito com a RCU, entre início de 2011 e 2013. Passeis por diversos médicos, sem muito sucesso. Todavia, desde fevereiro/13 experimentei uma melhora espantosa. Meu médico me prescreveu Mesacol MMX1200mg, mais uma nova versão de corticóide, e uma dieta (branda) de gorduras e açúcares. Antes havia passado até por imunosupressores orais, sem muito resultado. Desde então melhorei 90%, od corticóides foram suprimidos e reduzido o Mesacol. Abraços. Ricardo (balestraricardo@yahoo.com.br ou 41-9681-6899)

  21. Gostei muito de ler os depoimentos dos pacientes com rcu. Acho que vou poder ajudar minha filha Lili que foi acometida por esta doença há quase 4 anos de sofrimento. Ela já usou todos os medicamentos orais e um local, tópico, mas só tem melhora e ainda não conseguiu ficar mas que 4 meses bem.Faco muitas orações para ela ficar bem e tenho fé que um dia será descoberto um remédio para que ela tenha uma boa qualidade de vida ou até mesmo a cura deste mal.

  22. Marcelo said

    Eu tive anos de crise e minha última crise fiquei 15 dias internado no Hospital, sem melhora, só piorando a cada dia. Única solução foi cirurgia. Eu retirei todo o intestino grosso.

  23. Marcos Barbosa said

    por favor me oriente, estou desesperado com uma doença de minha esposa ela tem 60 anos e esta com a doença de crohn a erva-de-moura é de confiança para este tipo de doença, que devo usar para chá, ela já esta assim a 8 meses com diarreia liquida com rajas de sangue, cólicas, vômitos, emagrecendo, me ajude pelo amor de DEUS !

  24. Eliza Diniz said

    Tenho retocolite a 10 anos tomo cortcord pentasa nada resolve ao contrario me dão efeitos horríveis estou inchada e o pentasa me deixa muito nervosa não sei mais o que fazer…

  25. Paulo Fernando said

    Fui diagnosticado a 2 semanas com RCUI, estou apavorado porém vou seguir dieta e os medicamentos que o médico me passar, seja o que DEUS QUISER !

    • RICARDO ANTONIO BALESTRA said

      Ricardo Antonio Balestra said
      Sofri muito com a RCU, entre início de 2011 e 2013. Passeis por diversos médicos, sem muito sucesso. Todavia, desde fevereiro/13 experimentei uma melhora espantosa. Meu médico me prescreveu Mesacol MMX1200mg, mais uma nova versão de corticóide, e uma dieta (branda) de gorduras e açúcares. Antes havia passado até por imunosupressores orais, sem muito resultado. Desde então melhorei 90%, od corticóides foram suprimidos e reduzido o Mesacol. Há quase 1 ano não tenho recidivas. 29/06/15. Abraços. Ricardo (balestraricardo@yahoo.com.br ou 41-9681-6899)

  26. Renato said

    Boa Noite,

    Minha mãe teve RCU em1978 após demora em ser diagnosticada, ficou em situação gravíssima…por Deus meu Pai a trocou de hospital e uma Dra. (Anja…não lembro o nome), fez diagnóstico correto e cirurgia de emergência, não reversível(na época). Até hj ela usa bolsas de colostomia as quais pegamos no inss.(somente nos anos 90 houve falta e nos apertamos e compramos)….sempre tem nunca falta…..hj após 35 anos ela vive uma vida normal é super ativa, mais esperta que muitas da idade dela(63 anos). Acertou sua dieta é e sempre foi super limpa, ninguém ninguém imagina que ela não tem todo intestino grosso e só uma pequena parte do fino…força e abraço a todos…Fiquem com Deus.

  27. carolina said

    Olá, sei que já tem tempo essa postagem, mas e sempre bom compartilhar!

    Tenho Retococelite, foi diagnosticado a 2 anos, comecei o tratamento usando mesalazina. Mesmo utilizando o remédio as vezes os sintomas atacavam.

    Tenho também Gastrite, vi na internet que beber Água em jejum durante uma semana, esperar 20 minutos e fazer a primeira refeição, e só comer de 2 em 2 horas melhorava. assim fiz e realmente melhorei.

    Só que nesse período que fiz essa experiencia, estava sem tomar o remédio da Retococelite porque nas Drogarias em minha cidade estava em falta. Foi ai que percebi que os sintomas da Reococelite tinha melhorado tbm, depois que comecei esse tratamento com a água para a gastrite.

    Resolvi fazer o teste, depois de uma semana do tratamento, parei de tomar a água e os sintomas de dores da Reococelite começou a voltar, enquanto isso nada de ter Remédio na Drogarias, foi ai que decidir voltar ao tratamento da Água… A Gastrite já não atacava mas, mesmo comendo chocolate, tomando cafe e entre outras coisas (claro sempre moderado).

    E Graças a Deus a Retococelite não atacou mais, como frituras, como doces, tudo q diziam não poder comer, eu como mas… como sempre moderado (é melhor previnir do que remediar rsrsrs).

    Bom é isso galera! pelo menos com migo funcionou, estou a 7 meses sem tomar Remédios ( mesalazina), e sem os sintomas desagradáveis da Retococelite, claro que não e comprovado (eu acho) mas com migo funcionou, tendo dias que nem bebo água em jejum e não sinto nada!

    Pode fazer o teste, afinal água não faz mal, e sim.. é excelente para a saúde, principalmente para um bom funcionamento dos organismos!

    bjuus

  28. jose rocha said

    aqui em brasilia, alguem indica um medico top para esta doenca

  29. Eliezer Ferreira dos Santos said

    Dr. preciso fazer um tratamento – RECUI, portador da doença retocotolite úlcerativa inespecífica havia 03 anos e os procedimentos com medicamentgos já não surtem efeitos e tenho crise muito forte todos os dias, vários exames e consultas com gastro e não sinto melhora.
    Moro em Recife – PE, peço por gentileza me indicar uma clínica ou hospital que possa viabilzar esta cirurgia, que espero ter melhor condição de vida, tenho 62 anos. Agradeço antecipadamente! Eliezer

  30. Jadir said

    Eu descobri que tinha RCUI ( leve) a dois meses e foi através de uma colonoscopia. Eu passei mal por um mês e era super complicado viajar a trabalho deste período. Cheguei imaginar que tivesse com Câncer. tinha crises de diarreia com sangramento e apresentava um forte odor. Emagreci 5 kgs
    Graças a Deus eu consegui melhorar. Meu medico indicou Mesacol MMX 1200 e uma dieta com batatas e frango, evitar leite e derivados, chocolate, café, carne vermelha,açúcar, frituras e bebida alcoólica. Eu reduzi bastante tudo que era para evitar, tomo pouco leite desnatado, pouca carne e como pouco e mais vezes ao dia.

  31. TENILSON said

    Boa noite pessoal,
    Me chamo Tenilson e venho aqui deixar minha contribuição. Fui diagnosticado em junho de 2009 que tinha Retocolite Ulcerativa na fase Moderada, fiz um tratamento pesado, mas que me causou muitas reações, mas ao longo do tempo fui pesquisando sobre alimentos ou remédios naturais e encontrei o famoso Psyllium, tomo em pó, coloco uma colher cheia de sopa num copo com 180 ml de água mexo rápido e tomo, pois é um remédio gelatinoso (contém colágeno) é muito bom, aumenta o bolo fecal, amolece as fezes, elimina os gases e como consequência diminui os sintomas ou quase fica sem sintoma nenhum, contudo nunca mais parei de tomar, com o tempo fui diminuindo a quantidade, iniciei tomando três vezes por dia, hoje não tomo nenhuma, apenas quando percebo que os sintomas estão voltando, mas cuido da minha alimentação:

    É bom que evitem comer:

    Carnes vermelhas,
    pimenta
    comidas muito temperadas
    farinha
    Evitem beber refrigerante, café e demais bebidas alcoólicas

    são alimentos saudáveis e que podem contribuir na melhora dos sintomas ou quem sabe até mesmo a cura:
    espinafre, alface
    agrião
    cenoura
    beterraba
    tomate
    rucula
    almeirão
    brócolis
    chuchu
    couve (além de cicatrizante é um alimento espetacular
    suco de cenoura c/ agrião, beterraba e couve
    peixe, se possível evitem até mesmo carne de frango, mas é menos prejudicial que carne bovina ou suína
    procurem comer bastante KIWI, caqui, ameixa.

    acredito que seguindo estas regras seja possível ter uma vida melhor

    Espero ter contribuído

    abraços a todos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: